Carla Tavares

Testemunhos
Carla Tavares

Presidente da Câmara Municipal da Amadora, conhece bem a AFID

Sobre o seu empenho social tem muitas histórias para contar, mas recorda a mais recente, por ser emblemática:
“Os serviços sociais da câmara tinham identificado uma situação que precisava de resposta imediata. Era o caso de uma jovem de 14 anos, com deficiência, vítima de maus tratos, que tínhamos de tirar de casa o mais rapidamente possível”.
A autarca sabia bem que os lares da AFID estavam lotados, mas foi à sua porta que bateu: “Sei como atuam. Tinha a certeza de que não me negariam apoio – e assim foi. Improvisaram uma solução de recurso que me deu o tempo de que necessitava para encaminhar aquela jovem o melhor possível”.
Sorri dos seus dotes divinatórios: “É assim a AFID. Além da elevada qualidade dos seus serviços e de uma gestão muito profissional que lhe permite dar passos muito seguros, revela uma característica verdadeiramente estimulante: nunca recusa um desafio”.
Diz que tem sido um prazer trabalhar com uma organização que “faz questão de crescer aberta à comunidade” e que por isso se tornou um parceiro fundamental da cidade na área social. “Neste momento estamos juntos na gestão das creches municipais e nos projetos Amasénior e Recriar a Vida”. O primeiro visa a distribuição de refeições ao domicílio a idosos do concelho nos sete dias da semana e o segundo é um programa de ocupação dos tempos livres também para os mais velhos.
Tem sido um casamento feliz e duradouro. Quando a autarca conheceu a AFID já existiam estes laços afetivos com o município da Amadora. Até hoje não esqueceu a impressão que lhe ficou da primeira visita à instituição: “Visitei-os ainda na qualidade de vereadora da Acão Social. Apesar de estarem ali visitas, reparei que os técnicos não ignoravam os seus pacientes, como tantas vezes acontece neste género de situações. Muito pelo contrário, integravam-nos no que se estava a passar, como que a sublinhar o protagonismo que tinham na casa. A qualidade humana das relações que ali se cultivavam refletia-se em cada gesto e no ambiente geral”.
Para Carla Tavares só esta dinâmica, tão ao arrepio dos estereótipos que se associam aos lares institucionais, basta para fazer da AFID uma organização de referência. É por isso que gosta de a ter por perto: “Tê-la instalada no nosso concelho é um enorme privilégio”.

[ 01 Mai 2019 ]
2019 © AFID

Esta página usa cookies  |  Termos Legais  |  Fundação AFID